Data de publicação: 10-11-2017 18:48:00

Correios lança campanha e selo comemorativo de Natal

O Boticário - Contagem
Foto: Reprodução Internet
 
Agência Brasil
 
As crianças que escrevem cartas ao Papai Noel e enviam pelos Correios já podem ter a esperança do pedido atendido. Nesta sexta-feira (10), em São Paulo, foi lançada a Campanha Papai Noel dos Correios 2017. Também foram lançados os tradicionais selos de Natal, desta vez inspirados no conto natalino “O Soldadinho de Chumbo”, do escritor dinamarquês Hans Christian Andersen.
 
A campanha nacional contempla cartas de quaisquer crianças ao Papai Noel e também cartas de estudantes de escolas da rede pública até o 5º ano do ensino fundamental, além de instituições parceiras, como creches, abrigos, orfanatos e núcleos socioeducativos. Desde 2010, os Correios fazem essa parceria a fim de trabalhar ações como o desenvolvimento da habilidade da redação de carta, o endereçamento correto e o uso do CEP.
 
A campanha começou por iniciativa dos próprios empregados e se consolidou, ao longo dos últimos 28 anos, como uma das maiores campanhas natalinas e uma das principais ações de responsabilidade social dos Correios.
 
“Mais uma vez podemos participar com os funcionários da campanha mais solidária dos Correios, levando alegria e sorrisos na noite de Natal”, disse o presidente da empresa, Guilherme Campos. Ele também convidou a sociedade para colaborar com a ação. “Convido todos a participarem. Venham, retirem uma cartinha, é um movimento de solidariedade para levar um pouco de alegria, esperança e um brilho na noite de Natal”.
 
Somente nos últimos três anos, foram recebidas mais de 2,5 milhões de cartas destinadas ao Papai Noel dos Correios.
 
Como funciona
 
A adoção na campanha é feita da mesma maneira em todo o Brasil. As cartas enviadas pelas crianças são lidas e selecionadas. Em seguida, elas são disponibilizadas na casa do Papai Noel ou em outras unidades da empresa. Os Correios não entregam cartas para adoção diretamente à população, em residências. As cartas do Papai Noel dos Correios ficam disponíveis apenas nos locais indicados pela empresa.
 
Para ser um padrinho ou madrinha, basta ir a uma agência, escolher uma carta e depois entregar o presente na mesma unidade, para que posteriormente a entrega seja feita no próprio fluxo postal pelos Correios. Não é permitida a entrega direta do presente. Para assegurar a observância desse critério, o endereço da criança não é informado ao padrinho.
 
A aposentada Marialva Veloso participa da campanha há 15 anos e já adotou 16 cartas. Para ela, a campanha é uma oportunidade de ajudar crianças carentes. “Eu me considero uma ajudante do Papai Noel e os Correios dão essa oportunidade a todos que puderem e quiserem ajudar”.
 
Selo comemorativo
 
Os Correios também lançaram nesta sexta-feira os tradicionais selos de Natal. A coleção é composta por um bloco e quatro selos isolados, com os elementos da história: o boneco malvado, a bailarina, o peixe e o barco. “Tentei ao máximo colocar minhas influências, e como sou brasileira, tentei dar uma 'tropicalizada' no design da roupa da bailarina. Também coloquei muita textura”, disse a ilustradora dos selos, Nathanna Érica Araújo.
 
Os selos podem ser adquiridos a partir desta sexta em qualquer agência dos Correios.
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br