Data de publicação: 25-01-2019 20:28:00 - Última alteração: 25-01-2019 21:26:40

Associação de Municípios Mineradores ressalta importância de punir responsáveis

Nova Faculdade
Foto: WhatsApp/Diário de Contagem
 
A Associação dos Municípios Mineradores de Minas Gerais e do Brasil (Amig) afirmou, em nota, que espera que a Vale seja ágil e responsável na apuração das causas do rompimento da Barragem 1 da Mina Feijão, em Brumadinho. A entidade referiu-se ao episódio como um “acidente”.
 
No texto, a associação ressalta a importância de apoiar as vítimas e de recompor os danos causados à comunidade, ao município e ao meio ambiente, “além da punição dos responsáveis”.
 
“A AMIG espera que após o acidente ocorrido em Mariana, há três anos, a mineradora tenha tomado todas as providências necessárias para que novas tragédias não se repetissem, mas, aguarda a apuração dos fatos”, afirma a nota, em referência ao rompimento da barragem de Fundão, em novembro de 2015, quando 19 pessoas morreram – um funcionário da Samarco, mineradora da qual a Vale é acionista, nunca foi encontrado.
 
Posicionamento
 
Somente no meio da tarde a Vale mencionou, também em nota, publicada no site da empresa, a possibilidade de haver vítimas em meio à lama da barragem que se rompeu – o Corpo de Bombeiros já fala em 200 desaparecidos.
 
Segundo a mineradora, “havia empregados na área administrativa, que foi atingida pelos rejeitos, indicando a possibilidade, ainda não confirmada, de vítimas”, diz o texto, que voltou a afirmar que “parte da comunidade da Vila Ferteco também foi atingida”, conforme já havia sido anunciado anteriormente.
 
Em um vídeo divulgado pela mineradora, o diretor-presidente da Vale, Fabio Schvartsman, diz que desde a tragédia de Mariana a empresa vinha se esforçando para deixar as barragens nas melhores condições possíveis.
 
“É uma lista infindável de ações que foram tomadas do ponto de vista de garantir a estabilidade e a segurança dessas barragens”, assegura.
 
Em outro trecho, Schvartsman fala que o episódio desta sexta-feira estava além e acima de qualquer coisa que ele pudesse imaginar.
 
“Quero dizer da minha solidariedade, que a Vale inteira vai fazer o que for possível e impossível para ajudar as pessoas que foram atingidas. É algo que me dói a alma. Tudo que eu não queria na minha vida era que algo do gênero acontecesse”.

 

Matérias relacionadas
Municípios vizinhos a Brumadinho divulgam alertas à população
Rejeito atingiu rio Paraopeba, diz Corpo de Bombeiros
Prefeitura de Contagem envia ajuda a Brumadinho
Barragem da Vale se rompe em Brumadinho
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br