Data de publicação: 25-04-2007 00:00:00

Taxa de desemprego no Brasil sobe e renda cai em janeiro.

Contabilidade Eldorado

A taxa de desemprego no país subiu para 9,3% em janeiro. Em dezembro, a taxa era de 8,4%, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Na comparação com janeiro do ano passado (9,2%), o desemprego ficou praticamente estável.

Segundo o gerente da Pesquisa Mensal de emprego, Cimar Azeredo, a alta na taxa de desemprego em janeiro já era esperada. “Houve uma queda no emprego, principalmente no comércio, em função da dispensa dos trabalhadores temporários contratados nos meses de novembro e dezembro”, disse.

Somente no comércio, cujas contratações temporárias aumentam no final do ano devido às vendas natalinas, foi-se apurada uma redução de 3,5% no total de pessoas trabalhando em relação a dezembro.

O rendimento médio do trabalhador, por sua vez, caiu 1,1% em relação a dezembro, para R$ 1.066,10. Na comparação com janeiro do ano passado, porém, houve elevação de 4,7%.
Frente a dezembro de 2006, houve deterioração na renda nas regiões metropolitanas de Salvador (-3,9%), São Paulo (-2,1%), Rio de Janeiro e Porto Alegre (-0,6%). Em contrapartida, viu-se alta de 1,3% no rendimento em Recife e de 3,3% em Belo Horizonte.

“O contingente de desocupados nas seis regiões pesquisadas ampliou-se em relação a dezembro para 2,1 milhões de pessoas ”
Em janeiro, o IBGE acusou uma redução de 240 mil vagas nas seis regiões metropolitanas pesquisadas, o equivalente a 1,2% ante dezembro, e um aumento para 2,1 milhões de pessoas no contingente de desocupados na comparação com o mês anterior.

Segundo Azeredo, a taxa de desemprego de janeiro ficou estável frente a período correspondente de 2006 (9,2%). “O mercado de trabalho continua com a mesma tendência, sem melhoras quantitativas, mas com melhoras qualitativas, como o aumento da renda e da formalização dos postos”, notou.

"Embora quase todas as regiões investigadas pela pesquisa tivessem apresentado uma tendência de alta nesta estimativa de crescimento do número de desocupados, esta foi significativa nas regiões Metropolitanas de Salvador (9,2%), Belo Horizonte (18,1%), São Paulo (12,2%) e Porto Alegre (21,5%)", ressaltou o IBGE em nota.

Na comparação com o mês final de 2006, houve incremento no nível de desemprego em Salvador (12,4% para 13,5%) e São Paulo (9% para 10,1%). Também se encaixam nesta situação Belo Horizonte (7,1% para 8,4%) e Porto Alegre (6,6% para 8,1%). Em Recife, a taxa saiu de 10,4% para 11,6%. No Rio de Janeiro, houve estabilidade.

Pelo levantamento, o número de pessoas ocupadas era de 20,5 milhões no mês inicial de 2007, com queda de 1,2% no confronto com dezembro último, mas com elevação de 2,6% frente a janeiro de 2006 (o correspondente a 512 mil pessoas).

Fonte: O Globo Online
 

Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br