Data de publicação: 03-09-2016 00:00:00

Voto vale ouro, o seu também!

O Boticário - Contagem
Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

Primeiramente, nós, brasileiros, precisamos parar com a mania de querer ganhar em tudo, até nas eleições. Voto não é para ser vendido e não é para ser trocado. Voto é para ser conquistado e confiado àqueles candidatos que realmente gostam da cidade e que têm projetos capazes de melhorar a vida da coletividade.  

“Você viu as últimas pesquisas eleitorais? Preciso saber qual candidato está na frente para eu saber em quem vou votar. Sempre voto naquele que está liderando as pesquisas. Assim, não corro o risco de perder meu voto. Vou apoiar quem está ganhando, para eu ganhar também”.

Essa é uma prática comum dos brasileiros

“Não quero perder meu voto. Se o candidato ‘Zé das Couves’ me prometer um emprego, eu voto nele. Se algum candidato me der telhas e tijolos, voto nele e arranjo os votos de toda a minha família”.

Infelizmente, os candidatos oportunistas e inescrupulosos aproveitam as dificuldades e a miséria do povo para oferecer migalhas em troca dos votos.

Quanto maior a miséria, melhor para os candidatos oportunistas

Em Contagem, os políticos oferecem benefícios à população através de ONGs e associações.  São currais eleitorais institucionalizados e apoiados pela própria prefeitura, que deveria oferecer à população os mesmos serviços.

Assim, colocam as pessoas dependentes e condicionam a continuidade dos benefícios aos votos de toda a família dos beneficiados.  Em Contagem, o assistencialismo é praticado abertamente nas barbas dos órgãos fiscalizadores. 

Políticos profissionais, políticos de carreira

São utilizadas várias formas para se comprar votos, em Contagem. Nossos legisladores usam os mandatos para planejarem estratégias que garantam votos suficientes para continuarem se perpetuando nos cargos públicos eletivos por décadas. 

Isso acontece no Brasil inteiro. No Senado, na Câmara Federal, nas Assembleias Legislativas e, principalmente, nas Câmaras Municipais e nas Prefeituras. 

Alerta para o futuro das crianças

Enquanto as autoridades não combatem as práticas ilegais que cercam as campanhas eleitorais, alertamos a população. Quem vende o voto hoje pode comprometer o futuro dos próprios filhos amanhã.

A corrupção leva para os bolsos dos políticos os recursos da saúde, da educação e de todos os serviços públicos essenciais. Inviabiliza os benefícios oferecidos pelas metades pelos mesmos governantes e legisladores que compram votos. 

Fique esperto, não venda seu voto, ele é precioso e vale ouro.
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br