Data de publicação: 07-03-2019 15:53:00 - Última alteração: 07-03-2019 15:56:06

Nasce um novo profissional

Nova Faculdade
Foto: Internet/Reprodução
 
Sebastião Alvino Colomarte*
 
O mundo corporativo moderno exige muitas demandas diante das mudanças do mercado consumidor e da forma como se produz produtos e serviços. Para atender a essas exigências, o novo profissional precisa sempre estar atualizado, investindo na carreira. Por outro lado, como as tecnologias têm avançado em ritmo acelerado, as instituições de ensino procuram reavaliar as formas de trabalho, com os educadores procurando métodos que vão além dos conteúdos curriculares tradicionais.
 
Nesse cenário, a educação à distância (EAD) cresce a passos largos, por não limitar as barreiras físicas. Para se ter uma ideia do universo abrangido pela EAD, em 2004, havia 60 mil estudantes matriculados nessa modalidade de ensino. Em 2016, esse número disparou, atingindo cerca de 1,5 milhão de matrículas e, hoje, atinge 1,8 milhão de alunos. De acordo com a Associação Brasileira de Educação à Distância (ABED), o número de polos de ensino cresceu ainda mais: do final de 2017 até hoje passou de 6 mil para mais de 15 mil em todo o país.
 
Assim, a sobrevivência das empresas depende, atualmente, da adoção de novas tecnologias exigidas pelo mercado. Nesse sentido, o profissional demandado pelo mundo corporativo precisa, cada vez mais, alinhar o conhecimento técnico (formação profissional) com a experiência prática.
 
Quanto ao conhecimento prático, o estágio é um excelente caminho.  Instituições como o Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG) - há mais de 40 anos no mercado - atuam para unir dois polos: educação e trabalho, oferecendo oportunidades aos estudantes que desejam praticar os conhecimentos teóricos adquiridos em sala de aula.
 
Está comprovado que as novas tecnologias permitem avanços e esse pensamento deve fazer parte da cultura da organização, moldando o comportamento dos colaboradores. A liderança é fundamental nesse contexto, sendo que tanto líderes como liderados devem ter a capacidade de diálogo, o que dá um estilo único à organização.
 
Além disso, no mundo corporativo, a organização tem o dever de passar uma imagem positiva aos clientes e isso fica a cargo de todos os colaboradores, desde o presidente até o mais humilde trabalhador. Outra exigência é que o gestor e a equipe fiquem sempre atualizados e atentos às mudanças que ocorrem velozmente no mundo virtual.
 
Nem sempre a escola é capaz de acompanhar as mudanças que surgem constantemente no mundo do trabalho. São novos métodos e técnicas que aparecem e que exigem novos conhecimentos. Nesse cenário, entra a educação ou universidade corporativa, em que a própria corporação forma ou prepara o próprio quadro de pessoal, ministrando cursos, treinamentos, palestras e seminários.
 
Além das qualidades inerentes ao cargo que ocupa, o líder deve ser capaz de dar exemplos, enfrentar desafios e obstáculos que surgirem. Esse é o perfil do novo profissional que o mundo corporativo procura.
 
*Professor, diretor-presidente do Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais e diretor da Associação Comercial e Empresarial de Minas
 
(O conteúdo dos artigos publicados pelo jornal Diário de Contagem é de responsabilidade dos respectivos autores e não expressa a opinião do veículo.)
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br