Data de publicação: 24-04-2009 00:00:00

Protesto na Câmara Municipal de Contagem

Fotos: Robson Rodrigues Moreira

Clique aqui e veja as fotos

O vice-governador de Minas Gerais, Antônio Augusto Anastasia, esteve em Contagem a convite da Associação Comercial e Industrial de Contagem (Acic), nessa quinta-feira, 23.04, para ministrar uma palestra sobre a “Visão do Estado frente à crise econômica – avaliação, seus impactos e ações do governo”.

A palestra aconteceu durante café colonial servido no Actual Hotel, que recebeu um grande público composto por políticos, empresários, autoridades civis e militares. 

Após a palestra, o presidente da ACIC, Marco Aurélio Moreira, homenageou o vice-governador com uma placa, ressaltando a importância de sua presença.

Marco Aurélio Moreira disse que vivemos uma crise financeira com graves reflexos no social, e que o vice-governador é uma pessoa com conhecimento acima da média, apto a falar sobre o assunto.

“A prefeita Marília Campos trabalha para amenizar os efeitos da crise, tomando medidas para ajudar os empresários e trazendo o programa ‘Minha casa, minha vida’ para Contagem. Isso é bom para todos”, ressaltou.

A prefeita Marília Campos disse que os governantes não estão parados. “Estamos tomando providências para amenizar os efeitos da crise, mantendo os investimentos. Os mineiros são conservadores, mas, com a crise, paralisar as compras e deixar de investir não é o caminho. A prefeitura cortou 20% no orçamento de 2009, mas cortou investimentos na infra-estrutura”, enfatizou.

Palestra

O vice-governador disse que gostaria de falar sobre desenvolvimento, porque falar de crise é sempre chato.

“Nem o melhor economista pensaria nessa crise financeira que estamos vivendo. Nos Estados Unidos, os fundos de pensão pararam de investir, sem esses investimentos, os bancos e toda a cadeia produtiva param”.

“No Brasil, em Minas, tínhamos uma grande deficiência de infra-estrutura, telefonia, estradas e saneamento básico. Enxergamos isso a tempo e observamos a importância de se investir na infra-estrutura para continuar desenvolvendo”.

Produção e infra-estrutura

“Agregar valor aos produtos de Minas Gerais não é fácil, mas é possível e necessário, tanto quanto investir em infra-estrutura e na qualificação da mão-de-obra. Não podemos continuar exportando matéria-prima e nossos intelectuais. Precisamos manter o nosso material humano aqui e exportar produtos finais”.

Investimentos

“Com a centralização do poder no âmbito federal, os estados e municípios ficaram apequenados. Para enfrentarmos essa crise, é fundamental manter de forma imaculada os investimentos. O poder público precisa ser eficiente e do tamanho que for necessário. Cada estado e município é que vai determinar o tamanho dos investimentos”.

ICMS - Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços

“Infelizmente, a maioria dos municípios não possui recursos para investir e muitos vivem de pires na mão, dependendo dos repasses da federação. O ICMS é o único mecanismo usado para incentivar os investimentos das empresas, mas precisa ter um equilíbrio para não faltar recursos para os investimentos públicos. Precisamos federalizar o ICMS para acabar com a guerra fiscal que faz empresas mudarem de estados e municípios”.

Minas Gerais

”O mau investimento e os gastos desnecessários atrapalham o desenvolvimento. Digo que a crise pegou Minas Gerais de despensa cheia. Seríamos os primeiros a ser atingidos pela crise financeira com a parada do setor de mineração, mas, por outro lado, seríamos os primeiros a sair dela por causa dos estoques existentes”.

“Não podemos continuar exportando produtos em natura, precisamos agregar valor e diversificar a produção. Minas Gerais está numa situação confortável perante os demais estados. Não corremos o risco de atrasar pagamentos dos servidores e nem fornecedores”.

Otimismo

“Não tenho dúvida de que estamos mais preparados para enfrentar a crise e não vamos precisar cortar investimentos. Com otimismo, vamos superar até a crise terminar, mesmo não sabendo quando isso vai acontecer. Vamos aproveitar as oportunidades para crescer”, finalizou o vice-governador.

 

Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br