Data de publicação: 19-03-2020 17:41:00 - Última alteração: 19-03-2020 19:24:31

Vacinação contra a influenza será antecipada

Nova Faculdade
Foto: Gil Leonardi/Imprensa MG
 
A 22ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza terá início mais cedo neste ano: na próxima segunda-feira (23). O objetivo da antecipação é auxiliar os profissionais de saúde a descartarem a gripe na triagem de casos do novo coronavírus, acelerando o diagnóstico e minimizando o impacto nos serviços médicos.
 
A ação terá três fases. Na primeira, serão imunizados os trabalhadores da área e os idosos, grupo mais suscetível à influenza, de acordo com a Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG).
 
“A vacina contra a gripe reduz as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pela influenza, por isso é fundamental que esse público compareça às Unidades Básicas de Saúde [UBSs] na primeira etapa”, afirma a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da SES-MG, Josianne Dias Gusmão, destacando que o Estado tem aproximadamente 2,3 milhões de pessoas com mais de 60 anos e outras 460.500 trabalhando na área de saúde.
 
A segunda fase da campanha de vacinação começará em 16 de abril, e será destinada aos professores das escolas públicas e privadas, aos profissionais das forças de segurança e de salvamento e aos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.
 
N a terceira fase, que será iniciada em 9 de maio, deverão ser vacinados as crianças de 6 meses a menores de 6 anos, as gestantes, as puérperas, os povos indígenas, os adolescentes e os jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade, os funcionários do sistema prisional e os adultos de 55 a 59 anos.
 
As três etapas serão realizadas simultaneamente em todos os municípios mineiros, conforme informado pela SES-MG. O encerramento da campanha está previsto para 22 de maio.
 
Estratégias contra a Covid-19
 
Diante do cenário de pandemia do novo coronavírus, o Ministério da Saúde recomenda que os municípios adotem uma série de medidas para evitar a aglomeração de pessoas nas UBSs durante a Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza. Cada prefeitura terá autonomia para definir estratégias de acordo com a própria realidade e com o cenário epidemiológico.
 
Entre as sugestões está a adoção de parcerias locais com instituições públicas e privadas, de maneira que a vacinação não fique concentrada apenas nos postos de saúde. Também foi proposta a ampliação do horário de funcionamento das UBSs, abrangendo o horário do almoço e os fins de semana, segundo a SES-MG.
 
“Outra recomendação é a disponibilização de um local específico na unidade de saúde para a vacinação do idoso, das pessoas com comorbidades, das gestantes e das puérperas, separado do local de vacinação direcionado aos demais grupos”, informa a pasta.
 
O Ministério da Saúde considera ainda a possibilidade de a vacinação ser feita em espaços de convivência social (como supermercados, centros de idosos, igrejas e escolas), em locais abertos e ventilados e até mesmo nas Unidades Móveis de Saúde.
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br