Data de publicação: 27-01-2021 16:20:00

Um novo olhar para o estágio no ensino médio

O Boticário - Contagem
Foto: Reprodução Internet
 
Alexandre Cézar de Oliveira Melo*
 
Dos estudantes atendidos pelo Centro de Integração Empresa-Escola de Minas Gerais (CIEE/MG) com seu Programa Estágios, menos de 10% são do nível médio e/ou técnico. A iniciativa beneficia os estudantes e, com a colaboração das empresas, promove a inserção dos jovens no mercado de trabalho, aliando a teoria aprendida nas escolas à prática do mercado de trabalho.
 
Por isso apoiamos o inovador programa de estágio lançado pelo CIEE de São Paulo, voltado exclusivamente para estudantes do ensino médio, em suas diferentes modalidades, incluindo a Educação de Jovens e Adultos (EJA). O objetivo é possibilitar a inclusão de 500 mil jovens no mundo do trabalho.
 
Trata-se de um programa diferenciado que, além da prática, o estagiário recebe uma qualificação com cursos de Educação à Distância (EAD) focados no aprimoramento de hard skills (vinculados à área de atuação no estágio) + soft skills. A palavra “skills” origina do inglês e significa habilidades. Hard skills são as capacitações técnicas que um profissional pode comprovar por meio de diplomas, certificados de qualificação, testes práticos, cursos, ou seja, todo o aprendizado adquirido e que pode ser demonstrado em aspectos físicos ou tangíveis. Já as soft skills são as habilidades pessoais e intangíveis que um profissional possui e não podem ser identificadas nem comprovadas por meio de certificações ou cursos, mas, sim, pela convivência diária, durante a entrevista ou pelas dinâmicas em grupo realizadas nos processos seletivos.
 
Devemos ter em mente que oferecer uma oportunidade de estágio para estudantes do ensino médio é uma questão de cidadania, já que a maioria dos jovens está iniciando a vida profissional e também almeja o tão cobiçado primeiro emprego. Como esses alunos não estão sendo treinados para exercer uma habilitação específica, eles podem colaborar em diversas áreas de uma determinada empresa, como administrativa, de vendas, atendimentos a clientes, estoque e outras infinidades de possibilidades.
 
Por outro lado, temos ainda o estudante do ensino técnico, que pode realizar o estágio obrigatório para cumprir a grade curricular, ou o não obrigatório, como um meio de aperfeiçoamento profissional. Esse estagiário está sendo formado para uma habilitação específica e, por isso, deve realizar, durante o período de aprendizado prático, atividades compatíveis com o curso.
 
Vale ressaltar que esses estagiários, em hipótese alguma, podem substituir um funcionário. Sendo assim, a organização não pode abrir uma vaga para que ele desempenhe só uma determinada função. Como o estágio tem o objetivo de ser uma formação educacional, sob supervisão, o estudante deve passar pelas diversas áreas da empresa com o intuito de alavancar o seu crescimento profissional, como pessoa e como cidadão.
 
Com vasta experiência adquirida ao longo de seus 41 anos de atividades no Estado, o CIEE/MG oferece programas de estágios para estudantes dos ensinos superior, técnico e médio. Por isso, a equipe de profissionais está engajada para prospectar oportunidades para aqueles estudantes mais alijados do mercado, que são os do ensino médio, que também podem contribuir muito com as empresas.
 
--
 
*Professor e supervisor de comunicação, marketing e ouvidoria do CIEE/MG (comunicacao@cieemg.org.br).
 
(O conteúdo dos artigos publicados pelo Diário de Contagem é de responsabilidade dos respectivos autores e não expressa a opinião do jornal.)
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br