Data de publicação: 24-05-2022 15:21:00 - Última alteração: 24-05-2022 15:33:42

Ambientalistas e sociedade civil realizam Romaria contra o Rodoanel

Jornal Diário de Contagem On-Line
Fotos: Robson Rodrigues

Galeria de Fotos

A Romaria dos povos, das águas e do meio ambiente, aconteceu no domingo (22), em Santa Luzia, para chamar a atenção da sociedade para a destruição da comunidade quilombola de Pinhões, que está no traçado do Rodoanel Metropolitano.

Caso a obra pretendida pelo governo estadual seja autorizada, a comunidade quilombola de Pinhões será desapropriada. Segundo os ambientalistas, a obra pretende atender aos interesses das mineradoras, criando uma nova rota para escoar a produção das empresas que exploram as serras da região Metropolitana de Belo Horizonte - RMBH. 

O ato político sócio ambiental foi organizado pelos movimentos Salve Santa Luzia e SOS Vargem das Flores, de Contagem. No total, os manifestantes percorreram 6 km entoando músicas e denunciando a destruição que será provocado do “Rodominério”, na região.


Na comunidade de Pinhões, uma missa afro foi celebrada pelo bispo auxiliar da Arquidiocese de Belo Horizonte, Dom Vicente, que disse que Minas Gerais está virando um buraco, na natureza e nos corações das pessoas. 

“Quem sou eu pra falar de resistência para uma comunidade que tem mais de trezentos anos de existência. Mas alerto, se esse Rodoanel ou Rodominério for aprovado, a obra vai começar justamente nesta região. A igreja nos diz para irmos todos juntos e para não soltarmos as mãos de ninguém. Devemos seguir todos juntos no mesmo caminho. Mas esses caminhos que estão propondo, que vai excluir e fazer vítimas, não são os caminhos de Jesus Cristo. Estão propondo caminhos que nem todos podem caminhar nele, então não é o nosso caminho. A mineração em Minas Gerais não constrói pontes, pelo contrário, destrói as pequenas pontes de vidas que temos”, disse o bispo.

A celebração teve a participação de lideranças religiosas de vários credos que enfatizaram  a importância de se preservar a vida, as águas, o meio ambiente e principalmente a cultura dos antepassados.


Frei Gilvander, liderança que luta incansavelmente contra o projeto do Rodoanel, se coloca totalmente contrário à obra. “Não concordo com nenhum traçado proposto pelo governo. Não acredito que essa obra seria a solução para a mobilidade urbana da capital, por isso sou totalmente contrário ao projeto. Não desejo que essa estrada da morte passe em nenhum quintal, de nenhuma familia”, enfatizou.

Após as atividades, o Viveiro do Boi Rosado fez a doação de mudas de Ipê Branco para comunidade local. Mudas que foram abençoadas pelo Dom Vicente, religioso engajado na luta ambiental da Região Metropolitana de Belo Horizonte - RMBH.

“Enquanto o Governo Zema quer destruir nossas Serras, Terras e Águas, nós seguimos plantando árvores, sonhos e resistência. Nossa luta vai continuar até derrotarmos essa obra hidrocida, ecocida e eleitoreira”, frisou a professora e pré-candidata a Deputada Estadual, Adriana Souza (PT).


A indigena Maria Flor Guerreira, que se intitula como “Plantadora de árvores e engravidadora de sonhos”, ressaltou que essa luta contra o Rodoanel precisa ser enfrentada todos juntos.

“Somos moradores do mundo e o que for impactado aqui em Santa Luzia também nos impactará. Com apenas esse carro de som os animais já se assustaram, imagina com milhares de caminhões passando aqui na região o que poderá acontecer. Precisamos proteger a mata para proteger as nossas vidas”, disse.


O fundador do Projeto Manuelzão e ambientalista, o médico Apolo Heringer, também esteve na Romaria dos povos, das águas e do meio ambiente, contra o Rodoanel. O professor fez um discurso inflamado em alerta e em defesa da preservação da vida.

“O Rodoanel Metropolitano é um projeto criminoso pretendido pelo governo do Estado que pode prejudicar drasticamente o meio ambiente e a vida das pessoas. Tudo isso com o apoio da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais - Fiemg que representa empresários que não tem compromisso com a vida, somente com os lucros. Digo: Os nossos sonhos não cabem em vossas urnas”, finalizou o pré-candidato a Deputado Federal.
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br