Data de publicação: 06-06-2022 22:12:00 - Última alteração: 06-06-2022 22:20:18

Jornalista britânico e indigenista da Funai desaparecem na Amazônia

O Boticário - Contagem
Foto: Divulgação/Funai

Repórter Dom Philips e o indigenista Bruno Pereira 

O repórter britânico Dom Philips, colaborador do The Guardian e o indigenista licenciado da Funai, Bruno Pereira, sumiram neste domingo (5), durante uma expedição no Vale do Javari, oeste do Amazonas. Os dois visitaram uma região, cujo as comunidades indígenas e ribeirinhas que vivem isolados, têm sido vítimas de invasões frequentes. 

O jornalista e o indigenista chegaram na comunidade São Rafael, por volta das 6h. Iriam encontrar com uma liderança local, mas não conseguiram localizar o morador. Então rumaram para a cidade de Atalaia do Norte, viagem que levaria cerca de duas horas, mas eles não chegaram ao destino e não foram mais vistos. 

Indígenas afirmaram que percorreram trecho, mas não encontraram nenhum vestígio da dupla, nem da embarcação. Eles reclamam da omissão da Funai que possibilitou invasão de garimpeiros, em aldeia no Vale do Javari.

O desaparecimento foi divulgado nesta segunda-feira (6), em nota assinada pela União das Organizações Indígenas do Vale do Javari (Univaja) e pelo Observatório dos Direitos Humanos dos Povos Indígenas Isolados e de Recente Contato (Opi), entidades parcerias do indigenista. 

Colaboradores da Univaja relataram que a equipe recebeu ameaças em campo. A intimidação havia sido denunciada pela organização indígena à Polícia Federal (PF), ao Ministério Público Federal (MPF), ao Conselho Nacional de Direitos Humanos e à ONG Indigenous Peoples Rights International.

Quem são

O indigenista Bruno Pereira é experiente e profundo conhecedor da região. Ele é comprometido com a defesa dos povos indígenas e denunciou o desmonte da Funai na gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL). Após combater mineração ilegal em Terras Indígenas, coordenador da Funai foi demitido.

Já o jornalista Dom Philips é um repórter internacional renomado que já trabalhou no The Washington Post, o New York Times e o Financial Times. No Brasil, vivendo na Bahia há mais de uma década, é conhecido pela admiração à Amazônia, para onde foi com objetivo de expor o impacto da atuação de criminosos ambientais. 

Buscas

A Funai informou que as forças de segurança que atuam na região colaboram nas buscas e o Ministério Público Federal - MPF, também informou em nota que está agilizando para solucionar o caso.

O Ministério Público Federal - MPF instaurou um procedimento administrativo para apurar o desaparecimento e acionou a Polícia Federal, a Polícia Civil, a Força Nacional, a Frente de Proteção Etnoambiental Vale do Javari e a Marinha do Brasil para ajudarem nas buscas, por meio do Comando de Operações Navais.
Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br