Data de publicação: 04-07-2012 00:00:00

Som alto e bagunça atrapalha moradores do bairro Tropical

Nova Faculdade

Foto: Google Maps

Enquanto BH promove ações juntamente com a PMMG para por fim, ou pelo menos amenizar, o sofrimento dos moradores que tem seu sossego perturbado pelos donos de bares com suas músicas ensurdecedoras, Contagem ignora completamente a Constituição Federal, e não cumpre seu papel de fazer cumprir-se a lei.

Moro no bairro Tropical e estou indignada com a falta de fiscalização por parte dos órgãos públicos a esses estabelecimentos comerciais que não respeitam os trabalhadores que aqui residem. Nós moradores das redondezas da avenida Tropical, nas mediações das ruas Dezesseis e Dezessete, já não sabemos o significado da palavra sossego, o que há muito tempo não temos. São exatamente três bares que disputam clientes com as tais máquinas de música, ou com seus sons superpotentes.

A baderna se inicia em plena quinta-feira e se estende até o domingo, isso quando não pela semana inteira. Por inúmeras vezes, a PM foi acionada, porém, não tem sido o suficiente. Há de se ressaltar que nenhum deles possui alvará de funcionamento concedido pela Prefeitura de Contagem. Além disso, as famílias de bem que moram nas proximidades sentem-se acuadas diante dos inúmeros usuários de drogas no local.

É um desrespeito por parte dos donos desses comércios com a vizinhança. As musicas, na maioria das vezes, funks (pura pornografia e atentado ao pudor), são ouvidas no último volume, causando até trepidação de janelas e portas. Isso se estende até às duas ou três da manhã. Espero que as autoridades públicas tomem as providências cabíveis e parem de ignorar seus cidadãos, aqueles que pagam os devidos impostos e que merecem respeito. 

Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br