Data de publicação: 15-08-2010 00:00:00

Ciclo de palestras Gestão e Competitividade traz Cristiana Lobo

Nova Faculdade

Fotos: Robson Rodrigues Moreira

CLIQUE AQUI E VEJA AS FOTOS DA PALESTRA

Seguindo a série de palestras, o CIEMG/FIEMG/SEBRAE convidaram a jornalista e comentarista que acompanha a política brasileira desde 1982. O encontro aconteceu na quinta-feira (12) ,no Actual Hotel, com a presença de dezenas de empresários.

A terceira edição do Ciclo de Palestras Gestão e Competitividade tem o objetivo de preparar os empresários para os desafios do mundo moderno, oferecendo cursos e palestras com foco em soluções empresariais. Uma oportunidade para os empresários conhecerem novas experiências e entenderem o cenário atual.

Perspectivas políticas econômicas para os próximos anos – o Brasil pós-crise, foi o tema da palestra, que traçou um perfil de cada candidato à presidência da República e o porquê eles não representam perigo ao futuro promissor traçado pelas empresas brasileiras.

O presidente do Centro Industrial e Empresarial de Minas Gerais, José Agostinho da Silveira Neto, disse que os empresários precisam de liberdade para trabalhar e gerar os impostos cobrados.

“O CIEMG procura promover palestras que possam trazer informações relevantes para os empresários”, enfatiza.

Cristiana Lobo disse que a campanha de 2010 é diferente das demais, porque está marcada pela batalha política e jurídica. Lobo ressaltou que a campanha se pautará na economia, onde os candidatos se comprometem com a continuidade da estabilidade econômica.

“A quantidade de multas aplicadas ao presidente por fazer campanha ilegal nos leva a pensar que o crime compensa, pois os valores pequenos não intimidam os infratores”.

“A economia é o que nos dá a sensação de bem estar ou não. O dólar não deve passar de R$1,90 em 2011, e o crescimento econômico será, no mínimo, de 3%”.

Lobo falou sobre os programas sociais e sobre o papel do eleitorado feminino.

“Trinta e três por cento da população brasileira é beneficiada por programas sociais do governo federal, e as mulheres são 52% do eleitorado brasileiro. Os beneficiados tendem a votar na Dilma, mas serão as mulheres que decidirão as eleições, sempre preocupadas com a saúde e a educação para seus filhos”.

Cristiana Lobo disse que o PMDB quer do governo o comando das empresas de terminologia “Bras”, Petrobras, Eletrobras e outras estatais.

“São nessas empresas que corre o dinheiro. Acredito que a ideia do PT seja, se a Dilma ganhar, tentar uma aproximação ao PSDB, com o objetivo de diminuir o peso do PMDB ,que sai caro para o governo”.

No final, Lobo enfatizou que a internet é a ferramenta mais usada pelos jovens, fonte de informações para cerca de 7% dos brasileiros, que atinge a 27% dos eleitores.

Comentários

Charge


Flagrante


Boca no Trombone


Guia Comercial


Enquetes


Previsão do Tempo


Siga-nos:

Endereço: Av. Cardeal Eugênio Pacelli, 1996, Cidade Industrial
Contagem / MG - CEP: 32210-003
Telefone: (31) 2559-3888
E-mail: redacao@diariodecontagem.com.br